quinta-feira, 4 de julho de 2013

Não peço muito sabe?

Não peço muito sabe? Só quero à alguém pertencer. Uma mensagem antes de dormir, um bom dia ao amanhecer. Uma troca sincera de olhares, abraços que possam parecer não ter fim. Ligações intermináveis, alguém com tempo livre pra mim. Tempo é o que eu peço, na verdade tempo é o que eu tenho. 
Queria alguém também com tempo, pra meu tempo preencher, alguém pra me fazer sorrir, alguém pra me fazer esquecer. Esquecer os dias ruins, as coisas que nada vão me acrescentar , alguém pra dividir, alguém pra coisas boas somar. Alguém pra me servir de fortaleza e que em mim também queira se apoiar, alguém com disposição pra comigo se equilibrar. Não peço muito sabe? Eu quero coisas simples que alguém especial possa me oferecer, quero muito tudo retribuir, esse alguém agradecer. Peço uma pessoa só. E perfeita ela não precisa ser, os defeitos são essenciais para que as pessoas possam umas as outras preencher. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário